Conversas diárias de uma "menina mulher" sobre problemas femininos, amoros e dificuldades e consequências de suas escolhas.

17
Abr 12

"Vai passar", ela disse e eu retruquei como se possuisse toda a certeza do mundo, "não, não vai". E se passasse assim seria porque não a amo de verdade, seria porque foi por brincadeira, foi paixão que dá e passa, mas, com toda a certeza do meu coração eu voltei a afimar, não, não passa. E você se pega no meio madrugada ouvindo músicas que sempre achou estranhas só porque faz sentido para ela, imaginando que talvez ache os sentidos que a fizeram desistir. E você tenta escrever, pensa em ligar, desiste, ela odeia ser acordada no meio da noite decide manda um SMS, mas sabe que não terá resposta que talvez ela se quer irá ler. Você se pega pensando besteira, imagina sua morte como se isso fosse trazê-la para perto, fica se imaginando muito doente e quem sabe ganhando a compaixão dela, mas nada acontece e você definha, se entristece, chora, fica enjoada. No provavel fim todo o seu medo vem à tona, suas tristezas e as melhores lembranças. Estou nessa situação, mas vou amar, amar até não poder mais, amar até que tudo volte para o seu devido lugar e ai, amar mais. Masoquismo? Não sei, mas, definitivamente, não passa.

publicado por girandoarenda às 15:48
sinto-me:
música: Onde está o meu amor? (RPM)

12
Abr 12

Hello Peoples!

 

Já ouviram essa musiqinha linda de Paralamas: "O meu erro foi crer que está ao seu lado bastaria, ai meu Deus era tudo o que eu queria..." As vezes eu paro para me perguntar, mas a resposta sempre é a mesma, "SIM", só te ver e estar ao seu lado me basta, te ver sorrir, sentir o seu cheiro e poder de abraçar quando você está com vontade, tocar seu rosto, te ouvir reclamar dos meus tiques nervosos com os óculos, isso tudo me basta. Será masoquismo? Acho que não! Se contarmos à nossos amigos eles nunca entenderão o que acontece conosco, mas o que podemos fazer? Fazemos tudo para agradar, e nos sentimos bem assim, e seremos pra sempre assim, dando sabendo, se quer se um dia receberemos algo em troca, mas somos felizes, fazemos quem amamos felizes por mais que elas, na maioria das vezes, nem deem valor.

 

 

publicado por girandoarenda às 12:26
música: Slide - Dido

05
Abr 12

HelloOooOoo! Bom dia!

 

Estamos entrando em mais um mega feriadão prolongado do jeito que brasileiro adora, sol, comida e festas. Mas, será que paramos em algum momento pra pensar o porque de termos esse mega feriadão? Uma pessoa muito especial deu a vida por TODOS nós, para que fossemos livres e felizes. Pois é galerinha, é muito legal receber ovos de chocolate, comer todas as guloseimas com toda a família, mas não esqueça de agradecer o sacrifício dele por você, se Ele acha que você valeu a pena todo o sofrimento então você é muito especial, pensa nisso!

 

Beijinhos!

 

 

publicado por girandoarenda às 12:46

04
Abr 12

publicado por girandoarenda às 15:05
sinto-me: Todos os sentimentos do mundo.
música: Lats Good Time In Town (Eagles)

Olá meu amores!

Esse post é mais para as meninas que, como eu, sofrem com a querida e maldita TPM (que contraditório, não?). Chega em alguma altura do mês que começamos a agir estranhamente, depressivas, irritadas, carentes... Aderimos a tendências masoquistas de dramatizar tudo, colocamos a nós mesmas na berlinda e começamos a imaginar de onde virá o primeiro tiro, pedra, torpedo, bomba atômica. Ah! Que exagero. Claro! Somos mulheres, somos um poço de hormônios fervilhantes. Já reparou que são nesses terríveis dias que seu chefe acorda sempre de mal humor, sua namorada dá um chá de sumiço, seus amigos viram os maiores especuladores da face da terra? E você suplica por uma caixa do bom e velho chocolate e umas boas doses de José Cuervo, sente a necessidade de embriagar-se. O que fazer numa hora dessas? Fugir para as montanhas? "No condition!", amanhã tem trabalho, tem sua vida, tem coisas a fazer. O lance é não perder a calma, eu sei que é difícil meninas, mas, precisamos. Conte até 200 se necessário. Se você tiver a TPM da carência, apegue-se a um bichinho de pelúcia ou compre um Tamagush, lembra-se deles? Bichinhos virtuais. Trate dele como se fosse seu filho, ele lhe dará mais trabalho do que imagina. Se sua TPM for daquelas violentas procure um stand de tiro. Aprenda a atirar, vá para um lugar onde tenha paintbol, ou se não tiver dinheiro para essas coisas jogue video game, mas não é qualquer jogo, é do tipo "Carmagedon" aqueles que você ganha pontos por exterminar pessoas, a sua raiva vai passar loguinho. Se você é como eu que tem a TPM depressiva e mora em frente a praia, vá ver o mar e chore copiosamente por lá, se não mora perto do mar, procure um lugar onde você se sinta a vontade e segura e ai minha querida, desague. Muitas vezes temos necessidade de abraço, carinho e atenção e não achamos quando precisamos, então conforme-se em abraçar a si mesma, a vida não é mole meu bem. Ah! e quanto a sua namorada que some parecendo advinhar que você precisa dela, mande um sms e espere que ela responda, não precisa ligar, ela sabe seu número e outra, talvez ela também esteja de TPM. Minha querida amiguinha, se você tiver todos os sintomas de TPM, sinto muito, mas não há muito a fazer por ti, siga todas as dicas ao mesmo tempo, pelo menos um dos sintomas amenizará. 

 

 

 

 

publicado por girandoarenda às 12:36
sinto-me:
música: Take Is easy (Eagles)

03
Abr 12

"Eu voltei e agora pra ficar..." Embala por um bolero venho comunicar meus queridos leitores que estou de volta! É sim! Depois de quase quatro anos longe do cenários dos blogs, estou de volta. Passei todo esse tempo longe porque achei ter perdido o tema central dos meus escritos, que era o amor que sentia por determinada pessoa, entretanto, eu amo tantas outras que sempre amei e sempre amarei que não faz sentido restringir todos os sentimentos do meu mundo a alguém que algum dia irá partir, seja por livre e espontânea vontade ou pela morte. Entro em cena, de novo, com minhas crônicas, versos, poemas, dúvidas e confusões de uma "menina mulher" que está aprendendo aos trancos e barrancos a ser feliz e a viver sem a vergonha de errar e assumir seus erros e melhor ainda, de corrigi-los. Não, não deixei de ser lésbica, não casei-me com um homem e tive filhos e vou cá expor minha vida de dona de casa. Estou ainda mais bem resolvida, feliz com minhas escolhas. Ah! Outro ponto que deve notar é que mudei o nome do blog, é bom renovar as coisas para que elas tomem novos rumos, criem novas perspectivas e façam outras pessoas felizes. Então, vamos lá! Que comecem os jogos!

 

publicado por girandoarenda às 19:41
sinto-me:

Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
16
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
2012

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO